ola

Menu

sábado, 20 de setembro de 2014

Jatais se enxameando

[Figura-1] Abelhas Jatais ( machos )
Primavera chegando ( 23/Setembro/14 ), aparecimento de floradas, pólen em grande quantidade, e nossas amigas ASF ( Abelhas Sem Ferrão ) com certeza já estão se movimentando para esse momento único ( Primavera ) ou seja, estão realizando enxameamentos para garantir a sobrevivência da espécie ( multiplicação de enxames naturalmente, na natureza ).

Porém, nós estamos contribuindo nesse quesito, ou seja, também ajudamos, simplesmente realizando as divisões e assegurando que as mesmas ( divisões ) se prosperem.
[´Figura-2] Caixa racional para Jatai
Isso mesmo, não basta apenas realizar uma divisão, temos que acompanhar todo o processo de desenvolvimento até que o enxame se encontre fortalecido, e quando ele chegar nesse estágio, podemos deixar a segurança por conta deles.

Vejam na figura-1, quantas abelhas Jatais aglomeradas na parede, na verdade são zangões se preparando para fecundar a princesa que está dentro da caixa e depois formar um outro enxame, cuja moradia já está determinada.

[Figura-3] Jatais esvoaçando




Nessa época do ano ( entrada da Primavera ) é muito comum esse fenômeno acontecer, todas as espécies realizam as multiplicações, cada uma com sua particularidade.

No caso da espécie Jatai, podemos apreciar esse momento, pois a forma como o enxameamento acontece, é muito bonito de se ver.
São milhares de abelhas que ficam voando em volta da caixa, são tantas que parece uma nuvem.








[Foto-4] Mais Jatais
Impressionante, quando o processo de enxameamento termina ( abelhas esvoaçando ), a caixa mãe fica com a entrada praticamente destruida. Elas levam a cera do bico embora ( nova moradia ).
Mas depois de alguns dias a movimentação volta a se normalizar na caixa mãe ( é a natureza fazendo sua parte ).

É importante observar que durante esse processo de enxameamento, as abelhas que foram para a caixa filha, ainda continuam buscando material de trabalho na caixa mãe, Portanto, caso note um enxameamento, não mexa na caixa mãe ( de onde saiu o enxameamento ) pelo menos um mês. Caso ocorra interferência o novo enxame poderá sofrer e não vingar.

São detalhes que passam despercebido, e é importante entendê-lo para que possamos fazer as coisas de forma correta.

É aquilo que sempre digo:
"primeiro temos que entender como as coisas funcionam para depois trabalhar com elas". 

E isso se aplica às abelhas também, precisamos entender como é o modo de vida delas para podermos ajuda-las.

Grande abraço e muito sucesso pra você.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua mensagem.