ola

Menu

terça-feira, 19 de setembro de 2017

III Workshop Meliponicultura - USP Ribeirão Preto.

[Figura-1] Auditorio lotado


Ocorreu nos dias 17 e 18 de Setembro 2017 o III Workshop sobre Meliponicultura, na USP - Universidade de São Paulo

Como sempre, o auditorio estava lotado, o público dominante era de jovens, tando estudantes quando de apreciadores dessa atividade.








[Figura-2] Caixas e enxames




Um evento para lapidarmos nossos conhecimentos, bem como transmitir conhecimentos práticos adquiridos durante anos de atividade.

Momento de reencontros com amigos.









[Figura-3] Atividade externa



Na figura-3 podemos ver o publico exercendo ativididade externa, coffe breack.











[Figura-4] Enxame uruçu




Nesses eventos, sempre podemos realizar troca de especie de ASF, bem como comprar.











[Figura-5] Produtos a base de mel





Produtos a base de mel, sendo divulgados.









[Figura-6] Ferramentas




Na figura-6 podemos ver uma das atividades externas, divisão de enxames de ASF, essa foto mostra as ferramentas necessárias para auxiliar o processo de divisão.













[Figura-7] Primavera







Primavera, vem nos acompanhando nesse evento espetacular, na Av. do Café,  que dá acesso ao campus da USP, podemos apreciar a exuberancia das flores.















sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Produção de mel - Mandaçaia MQQ



[Figura-1] Enxame de Mandaçaia MQQ

Uma das especies de ASF muito boa produtora de mel é a mandaçaia.

Apesar do enxame não possuir uma população de abelhas muito grande, a quantidade de mel produzida por elas é impressionante.

Na figura-1 podemos ver uma caixa racional com enxame de mandaçaia.




[Figura-2] Potes de mel


Na figura-2 podemos ver os potes de mel produzidos por elas.

Dependendo da região onde o enxame se encontra, elas podem produzir muito bem.








[Figura-3] Potes de mel





O mel dessa especie de abelha é bem saboroso, contendo uma cor bem clara.

terça-feira, 12 de setembro de 2017

Divisão de Mandaguari

[Figura-1] Enxame Mandaguari




Na figura-1 podemos ver um enxame da espécie Mandaguari Preta,  recem dividido.

Esse enxame está alojado dentro de uma caixa modelo INPA 15x15 cm interno, cuja data da divisão foi em 10-08-2017.









[Figura-2] Melgueira



Na figura-2 podemos ver a melgueira repleta de mel, com apenas 1 mês após a divisão, elas encheram uma melgueira.

 Essa especie é boa produtora de mel e também de propolis.
Produz um mel muito saboroso.

O propolis pode ser usado para misturar com a cera da apis e fazer cera mista, a qual poderá ser utilizada para fortalecimento de enxames recem divididos.

A Mandagurari é um espetáculo de abelha.










segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Simplificando as coisas......


[Figura-1] Cera sendo raspada

 Existem muitas formas de se conseguir retirar finas camadas de cera para servir para as abelhas, mas uma delas, que eu considero muito simples é esse método mostrado na figura-1.

Servir cera para um enxame recem dividido é de suma importancia, para garantir seu rápido desenvolvimento e sobretudo, garantir a segurança no estágio inicial.




[Figura-2] Raspador de legumes



Na figura-2 podemos ver o raspador de legumes, que pode ser comprado com muita facilidade nas lojas nos centros da cidade ou nos mercadinhos dos bairros.

Esse raspador nada mais é do que uma madeira contendo na ponta um pedaço de metal afiado e com uma curvatura, e isso faz com que ao ser passado sobre uma superficie plana, ele retira finas camadas, ou seja, raspa o legume.

Portanto, esse procedimento também é válido para retirar finas camadas de cera de um bloco ( redondo, quadrado ), que tenha sua superficie plana.





[Figura-3] Finas camadas de cera



Essas finas camadas de cera, figura-3, facilita para as abelhas processarem dentro do ninho, dando velocidade no seu desenvolvimento.

Muito simples isso, e que tem uma praticidade muito grande.

"Não vá "roubar" o descascador (raspador) de legumes da sua mãe, ou esposa, compre um pra você."


Grande abraço e muito sucesso pra vocês.





terça-feira, 1 de agosto de 2017

Está chegando a temporada de fazer divisões das ASF ( Abelhas Sem ferrão )


[Figura-1] Caixas prontas




Estamos nos aproximando da temporada de realizar divisões das ASF (Abelhas Sem ferrão) e pra que isso aconteça, vamos precisar das famosas caixas racionais.

Cada criador tem preferencia por uma determinada caixa, já outro por outro modelo, enfim, cada um procura usar o modelo de caixa que melhor lhe proporcione comodidade durante o manuseio das ASF.








[Figura-2] Modelos de caixas




Existem no mercado, diversos modelos de caixas racionais para atender os diversos gostos, sempre é bom lembrar que dependendo da atividade em que o criador vá desenvolver, se é fazer multiplicação de enxames, coletar mel, ou apenas "curtir" as abelhas, existem caixas apropriadas para cada segmento.











[Figura-3] Modelo INPA e PNN





A grande vantagem de se criar ASF em caixas racionais, é que elas são padronizadas, ou seja, facilita na hora de fazer uma divisão, basta apenas retirar um dos modulos que contenha discos maduros e montar um novo enxame em outra caixa que tenha as mesmas dimensões ( padronizadas ).









[Figura-4] Modelo INPA




As abelhas vão nos agradecer quando propiciarmos para elas uma caixa confortavel, bem projetada e com uma madeira que seja boa para ela formar seu ninho lá dentro.

Lembrando que uma madeira mais porosa é o ideal, a qual ajuda no quesito regulagem da temperatura interna e umidade.









[Figura-5] Modelo PNN




Uma caixa racional bem diversificada, é o modelo INPA 15x15 cm interno.

Esse modelo serve para criar:
  • mandaçaias
  • irais
  • jatais
  • mandaguaris






[figura-6] Proteção na entrada





Um dispositivo muito interessante é a proteção na entrada da caixa, conforme podemos ver na figura-6, esse dispositivo ajuda na proteção contra a claridade, contra vento e contra inimigos naturais.

Esse dispositivo ( proteção ) é indispensavel durante uma divisão, onde o enxame novo está fraco e confuso, devido o estresse da divisão, e então fica vulnerável aos ataques dos possiveis inimigos (forideo, por exemplo, ninguém gosta dele, nem eu e nem as abelhas).




domingo, 28 de maio de 2017

APIS meliferas famintas !!!


[APIS melifera se alimentando


Abelhas APIS Meliferas se aproveitando do resto de alimento que sobrou no alimentador das Mandaçais, ou melhor dizendo, elas invadiram, sem permissão, e tomaram conta do espaço.

É a natureza fazendo a sua parte, mas é bonito de se ver.
Clique  aqui ou na foto para ver o video

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Uruçus verdadeiras ( movimentação na entrada da caixa )




https://www.youtube.com/watch?v=72lnVaO8acI
Nesse video vamos ver a movimentação da abelha Uruçu Nordestina ( verdadeira ), no período da manhã, por volta das 09:30 hs.

Existem dois grandes picos ( movimentação ) das abelhas:
  • um é no período da manhã ( 10:00 hs )
  • outro no periodo tarde ( 15:00 hs )

Esse video foi feito em 24-04-2017, ainda na estação Outono ( 20 Março à 20 Junho ), após essa estação teremos o inverno, sendo assim as abelhas precisam estocar o máximo de alimento para poderem ter suprimento para passar o inverno, que pode ser muito rigoroso ou não, dependendo da região onde elas se encontram.