ola

Menu

domingo, 15 de junho de 2014

Vassoura "espanadora" de abelhas


[Figura-1] Vassoura espanadora
Um dos acessórios indispensáveis no mundo da Apicultura é a vassourinha espanadora de abelhas, a qual também é utilizada na Meliponicultura, mas não com tanta frequência.

No momento em que abrimos uma caixa de ASF, seja qual espécie for, vai chegar um  momento que precisamos "espanar" as abelhas para que possamos dar continuidade no processo que estamos executando, que geralmente é uma divisão.

Imaginem você tentando fechar a tampa da caixa e as abelhas ficam por toda parte dificultando o fechamento.
Das duas uma, ou você coloca a tampa esmagando várias abelhas ou utiliza esse instrumento, a vassourinha mostrada na figura-1, para literalmente espanar as abelhas e deixar livre os espaços para que a tampa possa ser colocada, sem feri-las.



[Figura-2] Vassoura sendo montada
A figura-2 mostra como é essa vassourinha, a qual é composta de um cabo de madeira, geralmente madeira macia para facilitar a confecção e cerdas também muito macias.

Se você tentar espanar as abelhas usando uma vassoura com cerdas duras, simplesmente vai ocorrer esmagamento delas.

No mercado existem vassourinhas fabricadas com crina de cavalo, as quais tem uma durabilidade maior e não soltam "fiapos" durante o manuseio ( uso ) e também são muito macias.

Outra forma de confeccionar a famosa vassourinha é utilizando a fibra de sisal. E é esse material que está sendo empregado na construção da vassoura que estamos ilustrando neste post.

[Figura-3] Vassoura em construção
 Como conseguir um pouco de fibra de sisal ?

Simples !

Basta pegar um pedaço ( 1 mt ) de corda feita de sisal e desmonta-la, para obter vários cordões. Pois a corda é feita de vários cordões enrolados ( entrelaçados ) para dar o formato final e resistência à mesma.

Com um pedaço de madeira de 2,5 cm de largura, 1 cm de espessura, 30 cm de comprimento, é o suficiente para fazer a acomodação das fibras de sisal ( figura-3 ).

Primeiramente você precisa fazer os furos na madeira com uma broca mais grossa ( metade do furo ) e terminando o mesmo furo com uma broca mais fina ( para deixar passar somente o arame usado para prensar as fibras ).
A quantidade de furos vai depender do tamanho da vassourinha que você pretende fabricar.

[Figura-4] Fibra de sisal sendo puxado pelo arame
Uma das formas de puxar a fibra de sisal para dentro dos furos é mostrado na figura-4.

Prestar atenção na grossura do cordão de sisal, pois se ficar muito grosso, ele não entrará pelo furo

O furo maior vai até a metade da madeira, depois termina com uma bitola menor, sendo assim as fibras de sisal preenchem o espaço furo maior sem contudo passar para o outro lado, pois o furo menor impede que isso aconteça.








[Figura-5] Parte de cima da vassourinha
Veja na figura-5 como fica o fio de arame na parte superior da vassourinha, o arame entra e sai pelo mesmo furo, justamente para dar o "laço" nas fibras.

Depois que a vassourinha está totalmente montada, precisamos aparar as arestas ( pontas ) para que as cerdas fiquem do mesmo tamanho.

Lembrem-se que as fibras de sisal soltam mais fiapos que a crina de cavalo.

Mas vale a pena fazer, pois você terá mais um acessório para auxilia-lo no mundo da Meliponicultura, e muitas vezes os materiais necessários para a construção dela ( vassourinha ) está a sua volta, bastando apenas prestar atenção e aproveitar para confecciona-la, com um custo muito baixo.

Grande abraço e muito sucesso pra vocês.







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua mensagem.