ola

Menu

domingo, 25 de novembro de 2012

Entrada da Boca de Sapo em construção

[Figura-1] Entrada da Boca de Sapo em construção
Em 15/11/2012 realizei a divisão da abelha Partamona Hellery, mais conhecida por Boca de Sapo pelo simples fato de sua entrada se parecer bastante com uma boca de sapo, impressionante isso, não é mesmo !!!

Pois bem, na figura-1 podemos ver a entrada dessa espécie de abelha em construção já bem avançada, pois desde o momento da divisão ocorrida em 15/11/2012 já se passaram exatamente 9 dias, e a foto nos mostra claramente que a entrada já começa a mostrar a semelhança da boca de sapo.


[Figura-2] Entrada já formada ( enxame matriz )
Vejam na figura-2 como é a entrada de um enxame Boca de Sapo já formado ( enxame matriz ).  Com certeza o enxame recém dividido também chegará a esse patamar. Esperemos que sim, se tudo transcorrer bem e a natureza ajudar.

Na minha região começou a chover e como a terra fica mais "mole", com "barro", isso ajuda muito as abelhas a construirem suas entradas ou até mesmo dar manuteção /  reforma, pois com o passar do tempo, as entradas passam por essas atividades, faz parte do processo natural na vida social das abelhas. E com esse material em abundancia na natureza ( barro ) a entrada começou a apresentar seu formato com mais rapidez.

Deêm uma olhada na postagem, onde faço comentários da divisão do enxame da Boca de Sapo, para relembrar alguns conceitos e ver como era a entrada no momento da divisão e como ele se encontra hpje ( figura-1 ).
Para ver a postagem clique aqui.

[Figura-3] Redução da entrada usando madeira.
Na postagem "Divisão da Partamona Hallery" eu teci comentários sobre a redução da entrada da colmeia justamente para fornecer mais proteção naquele momento para as abelhas, pois o processo de divisão, elas ficam confusas e estressadas e um ataque de algum inimigo pode complicar o quadro naquele momento, e o recurso que utilzei foi a madeira ( usei um pedaço de cabo de vassoura, fiz um furo com diametro menor e fui desbastando a madeira até que coubesse na entrada da caixa.  Veja na figura-3 a entrada já equipada com a redução.

Na ultima inspeção que fiz nas caixas, percebi que as abelhas estavam precisando de mais espaço na abertura da entrada, justamente para facilitar o vai e vem delas no dia a dia. Como o período de adaptação inicial já tinha passado e as abelhas também já se encontravam com pleno dominio da situação, então resolvi retirar a redução de madeira e fiz uma outra usando um pouco de cera de abelha Uruçu Nordestina ( mas poderia ser de qualquer outra especie de abelha ).  A vantagem de se usar a cera é que as abelhas conseguem ir retirando aos poucos e deixando a entrada conforme suas necessidades. Na figura-1 pode ser observado a entrada com um pouco de cera por baixo do "bicão" que está sendo construido.

[Figura-4] Abelhas Partamona Hellery colhendo polem
Essas abelhas são muito defensivas, bastou eu chegar perto da caixa para tirar as fotos para que elas começassem a fazer sua defesa, começaram a grudar na roupa, enrolar nos cabelos e cada vez chegando mais coleguinhas para ajudar aquelas que já tinham começado a defesa.
CONCLUSÃO:  sai correndo sem olhar para tras !!!   Ainda bem que consegui algumas fotos.

É muito divertido estar manuseando  /  aprendendo com as abelhas.

Grande abraço e muito sucesso pra você.

Um comentário:

  1. A caixa que vc fez para esse tipo de abelha e de que tamanho, quantos centímetros tem a madeira para poder montar uma caixa para a abelha boca de sapo e de quantas partes eu preciso para coloca-las pq a caixa da abelha urucu ela tem 3andar mim eforme ai que tamanho e a caixa para a abelha boca de sapo

    ResponderExcluir

Deixe sua mensagem.